Blog da Parábola Editorial

Aposta certa para livreiros: o segmento de Letras e Linguística atrai leitores fiéis e apaixonados

Aposta certa para livreiros: o segmento de Letras e Linguística atrai leitores fiéis e apaixonados

Dentre todos os segmentos universitários, o de Letras e Linguística certamente é uma boa aposta para as livrarias de todo o Brasil

 

Apresentamos 5 motivos para você abrir hoje mesmo uma seção de Letras e Linguística na sua livraria:

 

1. Um universo mínimo de 400.000 potenciais compradores!

No Brasil há 1.687 cursos de graduação em Letras (licenciatura e bacharelado) presenciais habilitados pelo MEC, contando com 150.000 vagas. Há 112 cursos de ensino a distância, com 203.000 vagas. Existem 36 cursos de especialização em Letras presencial, com 17.500 vagas, e 3 cursos a distância cujo número de vagas é igual a 1.425. Além destes, existem 6 cursos de especialização em Linguística a distância (2.785 vagas), mais 79 cursos presenciais (32.000 vagas) e 4 cursos de graduação em Linguística (133 vagas).

 

2. A leitura é obrigatória para o profissional e estudante de Letras e Linguística.

Em nosso país não existe a cultura de leitura, o que dificulta e muito a venda de livros. No entanto, nesses cursos há um público consumidor que tem por obrigação ler para se formar. A bibliografia das ementas dos cursos de Letras e Linguística são vastíssimas, a carga de leitura é pesada e cobrada.

 

O estudante dessa área tem de apresentar inúmeras comunicações, seminários, palestras obrigatórias, produzir textos, artigos científicos etc. ao longo de todo o curso, exigindo, para fundamentar suas teorias e trabalhos, que leia muitos livros.

 

Em sua maioria, os alunos que, após a conclusão da graduação, não escolhem seguir imediatamente a carreira de professor, acabam seguindo carreira acadêmica, carreira esta que implica fazer mestrado, doutorado e, portanto, passar por diversos estágios de apresentações, publicações, pesquisa, o que requer uma biblioteca recheada de livros e mais leitura

 

3. São leitores vorazes, fiéis e com muita compulsão por comprar livros.

Esses profissionais, na sua grande maioria, além de atuarem como professores, tradutores etc., são pesquisadores que recebem bolsa da CAPES para a compra de livros. Grande parte leciona e precisa fazer consultas em diversas obras para montar suas aulas. A sua totalidade ama ter a sua própria biblioteca.

 

4. O ensino de língua portuguesa é disciplina obrigatória na educação básica de todo o país.

O que lhe dá um outro universo de compradores. Segundo o INEP, são 321.798 professores com formação em Letras lecionando na educação básica pública e privada (no anos iniciais, finais, ensino médio, ensino profissional especial e EJA).

 

5. No Brasil, somos 206.000.000 de falantes da língua portuguesa.

Todo falante se interessa por sua língua. Além da compra de livros por adoções, por profissionais da área e por pesquisadores, ainda temos um universo de leitores leigos, porém muito curiosos, que deseja se informar sobre sua língua materna.

 

E o que fazer para alcançar este leitor?

Em quase todas as cidades do país existe uma faculdade com curso de Letras. E em toda cidade existem colégios com professores de Língua Portuguesa. Dado esse cenário, seguem algumas dicas que certamente aumentarão muito o seu fluxo:

 

  • Promova eventos para este público.

[rodas de conversas com autores, oficinas gratuitas de produção textual, letramento, Linguística...].
Para promover esses eventos, você pode se valer dos autores e pesquisadores da área que as próprias instituições frequentemente convidam para atividades acadêmicas (eles normalmente são acessíveis quando se trata da promoção e difusão do seu trabalho nas áreas de Letras e Linguística) e, ainda, pode se valer de autores das editoras de Letras e Linguística que moram na sua região e proximidades.

 

  • Visite as instituições de Letras e os colégios.

Crie um relacionamento com os professores, veja quais são as bibliografias adotadas nos cursos de Letras. A Parábola Editorial, por exemplo, tem livros adotados em praticamente todos os cursos de Letras e Linguística do país. Nos colégios, mantenha um relacionamento com os coordenadores pedagógicos, veja quais as formações em andamento, indique obras para a formação dos professores de português e de língua estrangeira.

 

  • Seja diferente. Venda serviço, atendimento e depois os livros. Encante o seu cliente!

Aos alunos, ofereça facilidades na aquisição da bibliografia necessária. Por exemplo, crie um carnê-formação: no início do semestre, o aluno pode adquirir toda a bibliografia básica do seu curso de forma parcelada, com desconto especial, e ainda recebe um brinde por isto; envolva as editoras neste processo.

 

Os alunos certamente farão esforço para comprar ao menos o livro-texto de cada disciplina do seu curso de Letras, pois, como foi apontado anteriormente, este é um leitor voraz que gosta de ter os livros e montar a sua própria biblioteca.

 

Com os professores você pode fazer o mesmo: apresente a eles as novidades da área, seja um agente atualizador deste professor, pois muitas vezes ele não consegue acompanhar os lançamentos da área e tem uma agenda corrida por conta da grande carga de aulas que tem de lecionar para compor sua renda. Monte, por exemplo, um espaço do professor na sua loja, onde o professor poderá ver as novidades do mercado editorial e manusear as obras.

 

  • Amplie a área de atuação do seu negócio! Participe dos eventos da área em sua região.

A área de Letras e Linguística tem muitos congressos, simpósios, seminários. Informe-se sobre os eventos que acontecerão em sua região, normalmente participam destes congressos o público de outros estados e municípios e aí você irá interagir com pessoas diferentes do habitual, além de ter a possibilidade de apresentar um catálogo selecionado para um público especializado. O que aumentará as suas vendas.
Este momento é também uma oportunidade para se valer dos profissionais que vieram para o evento e promover uma atividade com eles em sua loja.

 

  • Visite secretarias de educação e cultura da sua região.

Muitas vezes, as secretarias dispõem de pequenas verbas destinadas à compra de obras para formação continuada de professores de língua portuguesa.

 

  • Aproveite a tecnologia disponível.

Utilize as redes sociais a seu favor. As redes sociais propiciam o estreitamento de relações com o seu leitor, mas isso se houver oferta de conteúdos relevantes. Elas são grandes aliadas para uma comunicação rápida, focada e eficaz. Você poderá divulgar os seus eventos, suas promoções a sua marca e até utilizá-las para vender os seus produtos. E tudo isso com um custo muito baixo ou nenhum.

 

  • Cadastre todos os seus clientes, não perca nenhum de vista.

Monte um cadastro bem completo (nome, telefone, e-mail, livros que comprou, assuntos que tem interesse, WhatsApp, frequência de compra) de cada um dos clientes já atendidos. Não é preciso gastar nenhuma fortuna para isto, basta uma planilha de Excel. O seu tesouro será este cadastro bem estruturado, pois quanto mais completo for este cadastro, melhor será o atendimento que você prestará ao seu cliente e melhor a sua taxa de retorno.

 

Acervo é o maior capital da livraria. O cliente vai à loja, uma, duas vezes… na terceira vez ele escolhe ir à outra, ele não volta se nas outras duas vezes não encontrou o que estava procurando.

 

Ninguém quer encomendar livros, isto é coisa do passado, quando não havia a internet. Com o advento da internet, se for para esperar por uma encomenda, o cliente prefere acessar uma loja virtual e comprar por lá. Navegando na internet é possível comparar preços e edições, fazendo com que o cliente encontre o mesmo livro com um preço melhor, sem contar a praticidade de poder fazer tudo isso sem sair de casa.

 

Por isso, voltemos ao tópico 3: seja diferente! Dê ao seu cliente um motivo para comprar de você e não pela internet. Não é difícil manter um acervo que atenda os clientes dessa área, considerando que a maior parte das editoras trabalha com vendas consignadas.

 

  • Por fim, deixe o balcão e ganhe as ruas.

Esta ação, pode aumentar e muito o seu faturamento. No momento de crise é preciso se movimentar mais e esperar menos, ir ao encontro do cliente. É preciso buscar novas alternativas, é preciso se reinventar.

 

Esperamos ter contribuído para animar você a montar hoje mesmo a sua seção de Letras e Linguística.

 

A Parábola agradece, e temos certeza de que todos os milhares de professores e alunos também agradecerão por ter fácil acesso em sua própria cidade a uma loja onde possam encontrar uma bibliografia especializada para o seu curso de Letras e Linguística.

 

Para finalizar

O céu é o limite para os trabalhos que você pode desenvolver com o público de Letras e Linguística. Tudo vai depender de quanto trabalho você está disposto a realizar para atendê-lo. Salientamos que todas essas dicas demandam muito mais investimento de tempo do que de dinheiro e são totalmente acessíveis a livrarias de qualquer tamanho.

 

Quem hoje tem 1.0000.000 de potenciais compradores? Vamos começar?

 

Fontes:

Portal do MEC (instituições de educação superior e cursos cadastrados)
INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira)

 

b2ap3_thumbnail_Letras-e-Linguistica-Parabola.jpg

Pais procurando literatura infantojuvenil de quali...
O mercado editorial para formação em Letras

Posts Relacionados

 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Quinta, 18 Julho 2019
Se você quer se registrar, por favor preencha os campos de nome de usuário, senha e nome.
logo_rodape.png
Blog da Parábola Editorial
Todos os Direitos Reservados

Entre em contato

RUA DR. MÁRIO VICENTE, 394 IPIRANGA | 04270-000 | SÃO PAULO, SP
PABX: [11] 5061-9262 | 5061-8075
Sistemas Web em São Paulo

Search