Blog da Parábola Editorial

“ME FORMEI. E AGORA?”

me-formei-e-agora

 

Cinco dicas para formandos[as] em Letras

“Me formei. E agora?” Esta frase assombra todo recém-formado. Sair de uma graduação é uma vitória; porém, encarar o fato de não saber qual o próximo passo a ser dado é um assombro.  

E se tivermos algumas dicas de como nos planejar para evitar esse “terror”?

Este post vem com este intuito: iluminar os caminhos dos recém-formados no curso de Letras. O mercado de trabalho para o profissional das Letras se mostra amplo e diversificado. Um formando em Letras pode lecionar, atuar como intérprete, tradutor, revisor, redator, pesquisador, entre outras funções. Isso permite a ele transitar em diversas funções, ampliar seu conhecimento e conseguir uma remuneração adequada a sua formação e capacidade profissionais.  

Seguem algumas dicas para quem se encontra nessa situação:

 

Qualifique-se mais e mais: pós-graduação

Entreguei meus últimos trabalhos, fui aprovada(o), adeus, academia!

Nã-nã-nin-nã-não. Que tal pensar em subir mais um patamar?

Pense em uma pós-graduação. As universidades hoje em dia possuem múltiplas opções para o formando em Letras que queira expandir seus conhecimentos acadêmicos. É fundamental ampliar o campo de atuação para ter mais e melhores chances no mercado de trabalho.  

A dica é: faça uma pós-graduação. Seja especialização, mestrado ou doutorado, procure aumentar seu leque de áreas nas quais possa atuar. Invista em cursos que lhe permitam habilidades em mais de uma frente profissional. Letras possui ligação forte com as áreas culturais, mas também pode se ligar a formações nas áreas de marketing e gestão. Estamos falando de um curso que estuda línguas e linguagem, dois aspectos responsáveis pela comunicação de todo e qualquer grupo.

 

Formei: Licença para ensinar

O formando em Letras que fez a licenciatura está habilitado para dar aulas. Então, bora investir no ensino dos outros.  

O letrólogo - sim, este é o nome que os malucos das Letras recebem - licenciado pode ter habilitação para o ensino de língua portuguesa ou estrangeira. Ele pode atuar nos ensinos médio e fundamental e, no ensino universitário, caso tenha pós-graduação.

A competitividade está maior; vence aquele que possuir formação com mais atributos. Domine mais assuntos e tenha maior capacidade de ensinar aos outros.

  

Eu edito, tu revisas, ele publica

Outra área na qual o recém-formado pode atuar é a de editoração. O profissional dessa área é responsável por selecionar textos originais, traduzi-los, revisá-los, padronizá-los, ou seja, moldar o texto de acordo com o que a editora pede.

Um bom editor domina um pouco de cada função da máquina editorial.

Com o crescimento do acesso ao mundo virtual, o serviço de editoração, que antes era exclusivo das mídias impressas, se expandiu para as mídias virtuais, e o editor realiza esse trabalho, também, em sites e home pages.

 

Apresento a vocês o artista

Escreva. Por conta própria ou para terceiros. Vire redator de um site, colunista de uma revista, invista seu tempo e criatividade em poesias ou romances. Escreva!

O formando em Letras pode se dedicar à área publicitária e usar de seus dotes para criar slogans, ou ajudar na divulgação de peças publicitárias.

 

Interprete

Que tal atuar na área de tradução? Tá aí uma boa pedida. O formando em Letras com habilitação em língua estrangeira pode atuar, por exemplo, como intérprete em empresas e/ou eventos. 

Os habilitados em Letras/Libras também possuem essa qualificação. E o mercado tem se aberto cada vez mais para a inclusão de portadores de deficiência auditiva. O profissional de Letras do futuro deverá dominar a linguagem dos sinais, tanto quanto o inglês ou espanhol.

Planejem-se. Pesquisem e entendam que o profissional das Letras tem um mundo para desbravar.

Esperamos ter ajudado todos os formandos em Letras e também aqueles que buscam ingressar nessa carreira.

Gostou de nossas dicas? Compartilhe com os amigos e nos siga nas redes sociais para mais informações sobre Letras, Cultura e Educação.

 

Home Page  | Facebook  | Instagram  | Twitter 
WhatsApp (11) 5061.9262 / (11) 9 8763.3590

 

O professor e o analfabetismo funcional
LEITURA É RESISTÊNCIA

Posts Relacionados

 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Sexta, 20 Setembro 2019
logo_rodape.png
Blog da Parábola Editorial
Todos os Direitos Reservados

Entre em contato

RUA DR. MÁRIO VICENTE, 394 IPIRANGA | 04270-000 | SÃO PAULO, SP
PABX: [11] 5061-9262 | 5061-8075
Sistemas Web em São Paulo

Search