Blog da Parábola Editorial

Blog da Parábola Editorial

O dialeto Caipira de Amadeu Amaral completa 100 anos e ganha nova edição

capa-post-blog

 

Em comemoração ao centenário da 1ª edição de O dialeto caipira, de Amadeu Amaral, a Parábola Editorial anuncia a edição comemorativa da obra, a ser lançada oficialmente  no dia 14 de março de 2020, das 19h às 20h, durante o I Seminário Internacional de Estudos em Linguística Popular que acontecerá na UFScar em São Carlos, SP, de 12 a 14 de março que tem Amadeu Amaral como homenageado em sua programação.

A edição comemorativa de O dialeto caipira se justifica por sua importância para a cultura brasileira. A obra foi um estudo pioneiro das características da língua portuguesa no interior do Estado de São Paulo e é referência obrigatória na história da dialetologia brasileira.

No entanto, apesar de sua importância, a obra de Amadeu Amaral, infelizmente, “ainda é pouco conhecida”, sobretudo dos “mais novos”.  Daí vem a importância de se republicar a obra que, depois de 100 anos, ainda é tão atual. A nova edição traz o texto original publicado em 1920 em um belo projeto gráfico, objetivando atrair a atenção dos leitores para um trabalho tão fundamental para pesquisa linguística no Brasil considerando as inovações que introduziu em nossos estudos dialetológicos, a contribuição que representa para o conhecimento do português brasileiro, as questões que suscitou e pode suscitar ainda hoje para novas pesquisas.

 

“O Dialeto caipira de Amadeu Amaral, ora republicado pela Parábola Editorial, desencadeou um movimento científico que está longe de esgotar-se. Refiro-me aos estudos do português. O assunto primeiramente versado por Amadeu Amaral continua a ser ativamente tratado pela linguística brasileira. O enorme conjunto de dados levantados nestas e em outras áreas abre caminho ao desenvolvimento de generalizações e à formulação de teorias linguísticas, sem dúvida a principal tarefa da geração atual.”
[
Ataliba T. de Castilho, Prefácio à edição comemorativa de O dialeto caipira (1920-2020)]

 

 

Há 100 anos, Amadeu Amaral acreditava que dentro de pouco tempo o dialeto capira teria sumido ou se restringiria a lugares muito
afastados. No entanto,pesquisas recentes mostram que, algumas marcas cresceram. O R retroflexo é um deles (Vanderci Aguilera, UEL, PR).

 

O AUTOR

Amadeu Amaral (Amadeu Ataliba Arruda Amaral Leite Penteado), poeta, folclorista, filólogo, ensaísta e membro da Academia Brasileira de Letras, nasceu em Capivari, SP, em 6 de novembro de 1875, e faleceu em São Paulo, SP, em 24 de outubro de 1929.
Autodidata, dedicou-se aos estudos folclóricos e, sobretudo, à dialetologia. No Brasil, foi o primeiro a estudar cientificamente um dialeto regional. O dialeto caipira, publicado em 1920, escrito à luz da linguística, estuda o linguajar do caipira paulista da área do vale do rio Paraíba, analisando suas formas e vocabulário.

 

 

 

 

O dialeto caipira, de Amadeu Amaral
O PROFESSOR, O RELÓGIO E A LIÇÃO DE VIDA
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Segunda, 10 Agosto 2020
logo_rodape.png
Blog da Parábola Editorial
Todos os Direitos Reservados

Entre em contato

RUA DR. MÁRIO VICENTE, 394 IPIRANGA | 04270-000 | SÃO PAULO, SP
PABX: [11] 5061-9262 | 5061-8075
Sistemas Web em São Paulo

Search